Notícias

Eliot Zigmund Trio feat. Marco Mezquida & Manel Fortià: “Remembering Bill Evans Trio – 7 Dezembro

07Dez

A 7 de Dezembro, às 21h30, o Teatro Digo Bernardes, em Ponte de Lima, apresenta mais uma lenda do Jazz – Eliot Zigmund Trio feat. Marco Mezquida & Manel Fortià: “Remembering Bill Evans Trio”.

Será um verdadeiro prazer desfrutar da sua música com o trio de piano clássico, no estilo de Bill Evans, em que será acompanhado por uma autêntica dupla de luxo, dois dos músicos de Jazz espanhóis com mais projecção internacional neste momento: o brilhante pianista Marco Mezquida e o inspirado contrabaixista Manel Fortià.

VII Festa da Gente Miúda – 7 a 9 de Dezembro

06Dez

A Festa da Gente Miúda pretende desafiar os mais novos a dar largas à imaginação. Através de ateliês educativos, da sensibilização para temáticas importantes, a festa dirigida ao público infanto juvenil, conta, numa atmosfera de muita diversão, com a participação da comunidade escolar.

No dia 9 às 15:30 irá ser realizado o espetáculo: Peter Pan: O segredo da Ilha dos Três Olhos.

Será realizada no Pavilhão de Feiras e Exposições de Ponte de Lima, com inicio no dia 7 às 10h e termina no dia 9.

The Michael Lauren All Stars, 24 de Novembro

22Nov

A 24 de novembro, às 21h30, no Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima, The Michael Lauren All Stars, com um septeto que reúne músicos de excelência:

Michael Lauren – bateria
Carlos Barretto – contrabaixo
Jeffery Davis – vibrafones
Diogo Vida – piano
Nuno Ferreira – guitarra
José Menezes – saxofones
Hugo Alves – trompete

Radicado há alguns anos no nosso País, admirado por todos os que o conhecem ou frequentam as suas aulas, músico requisitado pelos nossos melhores músicos e big bands e, ainda, mestre em escolas do Porto e Lisboa de alguns dos mais destacados bateristas portugueses, o norte-americano Michael Lauren pertence (ainda e sempre) ao núcleo consistente e irresistível da gloriosa escola do drumming poderoso, no que se refere à manutenção e desenvolvimento do swing como característica rítmica e expressiva única do grande jazz clássico-moderno com origem nos EUA.

Recriação Histórica – Os Limianos na primeira Grande Guerra 18 de Novembro

18Nov

O Centro de Interpretação da História Militar de Ponte de Lima, no dia 18 de Novembro pelas 15h, irá fazer uma recriação histórica do papel dos Limianos na primeira Grande Guerra. Esta será realizada no Paço do Marquês.

Programa:

  • O recrutamento dos moços para o corpo expedicionário português;
  • A guerra nas trincheiras
  • O regresso dos soldados a Ponte de Lima

Agora que se cumprem cem anos sobre o término desse tão importante conflito bélico, que está a ser assinalado um pouco por todo o mundo e designadamente na Europa, tenta-se recriar um pouco da atmosfera vivida então, ao mesmo tempo que se presta um sincero tributo a todos os soldados limianos que integraram o Corpo Expedicionário Português (CEP).

O recrutamento dos moços para o CEP, a guerra nas trincheiras e o regresso dos soldados a Ponte de Lima vão ser alguns dos aspetos a encenar nesta recriação evocativa da Primeira Guerra Mundial.

Conversas de Esquina- 17 de Novembro 2018

17Nov

Num espaço e num tempo comum duas mulheres encontram-se e conversam. Que conversas são essas? Quantas vezes se encontram? E têm sempre conversa?

No ponto onde duas vias se intersectam, estas duas mulheres intersectam as suas vidas tendo sempre uma conversa pronta na ponta da língua. Diálogos em catadupa sem propósito premeditado, mas com o propósito de se esclarecerem sobre o que as rodeia.

A esquina serve de metáfora ao espaço onde tantas conversas acontecem.

Sábado, 17 de Novembro, às 21h30, no Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima

Nádia Schilling -Above the Trees. 16 de Novembro 2018

13Nov

Above the Trees é o primeiro disco a solo de Nádia Schilling, lançado a 21 de Novembro de 2017.
Gravado ao longo de dois anos, contou com a participação de Filipe Melo (piano), João Hasselberg (baixo), Bruno Pedroso (bateria) e de convidados como a cantora brasileira Marina Vello (Bonde do Rolê, Marina Gasolina, Madrid, Las Courtney Lovers) e os guitarristas João Firmino e Mário Delgado, entre outros.
As músicas deste álbum foram compostas numa velha guitarra acústica, após o período tumultuoso que se seguiu à morte da sua mãe. Above the Trees surge assim como um disco de uma escuridão subtil e invulgar, onde Nádia se expõe como forma de exorcismo de sombras e de catarse, mas também como um disco de memórias e um tributo.

 

16 de Novembro, às 21h30, no Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima

Faz- te Homem – 09 de Novembro de 2018

05Nov

Dois amigos de longa data decidem debater a sempre polémica temática do papel do homem na nossa sociedade e as suas ramificações com tudo o que o rodeia, com tudo o que se mexe… mulheres incluídas.
Regabofe, Rabos, Carros, Futebol, Copos, Porrada, Mariquices versus Machices, Gajas e, claro, Mulheres, serão alguns dos vários temas aflorados (esta palavra não é de macho).
A melhor forma que encontraram para abordar o abominável mundo do homem foi organizar uma “Conferência de e para Machos”, denominada Faz-te Homem, onde irão expor as suas indignações, receios, traumas, medos, frustrações, no fundo, o que os apoquenta (outra palavra que não é de macho!).
Tudo condimentado com muito humor e… amor pelas mulheres, claro. Mas também com ódio e… amor pelas mulheres, claro!

A 9 de Novembro, às 21h30, no Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima.

Do Alto da Ponte – 03 de Novembro de 2018

30Out

A 3 de Novembro, no Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima, os Artistas Unidos apresentam Do Alto da Ponte, de Arthur Miller, com encenação de Jorge Silva Melo e um elenco de luxo, neste espectáculo estreado a 14 de Setembro e que se encontra em digressão pelas principais salas nacionais.

Um drama passional, um dilema moral, uma tragédia contemporânea?

Os Artistas Unidos, que dedicam particular atenção ao que se escreve agora, entregam-se desta vez ao teatro de Arthur Miller, descobrindo personagens escritos para eles. Traições, contradições, cegueira, leis antigas, leis e morte, sangue de gente pobre. Em palco, falar-se-á de emigrantes, de escolhas difíceis, dos anos 50, dos dias de hoje.